Paulo Nimer Pjota | Brasil

É artista visual. Trabalha com pintura, colagem e instalação. É Bacharel em artes visuais pelo Centro Universitário Belas‑Artes de São Paulo (2010).  Suas obras carregam uma seleção de imagens, cores, símbolos e suportes que dialogam com princípios socioculturais emergentes próprios a regiões periféricas. Através de pequenos resquícios objetuais, arquitetônicos e simbólicos, costumeiros a estas localidades, investiga as estreitas relações entre cultura e sobrevivência e como estas permeiam a estética e a vida nestes lugares. Suas exposições individuais incluem Sistema Relacional, Temporada de projetos, Paço das Artes, São Paulo (2013); e 1º Mostra do programa de exposições, Centro Cultural São Paulo, São Paulo (2012). Participou de exposições coletivas como a 12ª Bienal de Lyon, França (2013); Imagine Brazil, Astrup Feranley Museet, Oslo, Noruega (2013); Alimentario, Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (2014); dentre outras. Vive e trabalha em São Paulo.

Bahia e Portugal | 2013, pintura
Lisboa, Porto Seguro | 2014, pintura

A pintura de Pjota adere a um conjunto de interesses que permeiam camadas históricas, socioculturais e antropológicas. As duas obras estruturam relações entre signos e percursos, e adentram outra camada de tempo, nos azulejos portugueses que marcaram a visualidade da arquitetura colonial. Dessas referências diretas do processo histórico brasileiro, reverberam leituras e ativam-se contextos, instigando o observador não só a contemplar instâncias passadas, mas também a refletir sobre presente e futuro.

Saiba mais sobre o processo de elaboração desta obra, com links e referências, na plataforma de pesquisa online do Videobrasil

artistas selecionados pelo edital de obras