Pablo Lobato | Brasil

É artista visual e cineasta. Trabalha com diferentes meios como cinema, fotografia, instalação e objeto. Antes de ter as artes visuais como principal campo de atuação, sua prática artística concentrou-se no cinema. Promovendo um intercâmbio das possibilidades próprias a ambas linguagens, almeja renovar a potência sensível do que nos é mais comum em uma poética permeada de sutilezas e silêncio. Graduado na Faculdade de Comunicação e Artes da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas), estudou fotografia na Escola Guignard da Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG) e especializou-se em cinema na PUC Minas/Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Participou de festivais de cinema no Brasil e no exterior como o Festival do Rio (2006); Festival de Brasília (2010); Sundance, EUA (2007); Locarno, Suíça (2006/7); dentre outros. Foi um dos criadores do Teia – Centro de Pesquisa e Produção Audiovisual, Belo Horizonte (2002/14). Sua obra foi apresentada em exposições individuais, como Coupure, Latence, Paris, França (2014); e coletivas como O desejo da Forma: Neoconcretismo and Contemporary Art from Brazil, Akademie der Künste, Berlim, Alemanha (2010); Panorama da Arte Brasileira, MAM, São Paulo (2011); The Storytellers, Stenersen Museum, Oslo, Noruega (2012); Bienal de Sharjah, Emirados Árabes Unidos (EAU, 2013); dentre outras. Seu trabalho integra as coleções públicas do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro; Museu de Arte do Rio Grande do Sul, Porto Alegre; Museu da Pampulha, Belo Horizonte; Sharjah Art Foundation, EAU; dentre outras. Vive e trabalha em Belo Horizonte.

Mil vezes um | 2014, instalação

Mil vezes um alicerça-se na figura do espelho: cada elemento da obra reflete o processo em curso. O relâmpago evoca a passagem entre luz e obscuridade no interior do projetor, mecanismo que possibilita a transformação de imagens fixas em imagem em movimento. A repetição contínua de uma imagem mágica traz consigo um ambiente quase ritualístico. Abre-se, assim, a outra forma de percepção, que estimula processos inconscientes e corporais direcionados pelo ritmo pulsante do raio de luz.

artistas selecionados pelo edital de obras