Felipe Bittencourt | Brasil

É ator e artista visual, bacharel em Artes Visuais pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, 2007, com especialização em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design, 2010. Atua principalmente com performance, utilizando também o desenho como linguagem-base de pesquisa e desenvolvimento de seus trabalhos, além do uso da fotografia na exploração do espaço urbano e de seu próprio corpo. Em suas obras, investiga o limite físico e a autoagressão como possibilidades poéticas em performances de longa duração, questionando o corpo enquanto suporte artístico. Suas obras foram apresentadas em diferentes festivais e instituições, como Verbo, Galeria Vermelho, São Paulo (2013); Paço das Artes, São Paulo (2013); Museu Brasileiro da Escultura, São Paulo (2011); Arte Pará, Belém, Brasil (2008); entre outros. Participou também de residências na Fundação Joaquim Nabuco, Recife (2014) e na Red Bull House of Art, São Paulo (2011). Vive e trabalha em São Paulo.

PERFORMANCE DIÁRIA | 2011, instalação

Atuando no campo da performance, o artista especula sobre os limites entre corpo e arquitetura, e o desejo e sua capacidade de concretização; também se pergunta sobre resistência, dor, violência e o papel do corpo como matéria da arte. Em Performance diária, cria todos os dias, ao longo de um ano, um novo projeto de performance, com desenho e instruções. Exibidas juntas, as 365 propostas acabam funcionando como um diário de sentimentos e estados de humor. 

artistas selecionados pelo edital de obras