Ana Vaz | Brasil / França

É artista visual e cineasta, graduada pelo Royal Melbourne Institute of Technology, Austrália (2009), e mestre em Cinema e Artes Visuais pelo Le Fresnoy Studio des Arts Contemporains, Tourcoing, França (2013). Seus filmes, publicações, performances e videoinstalações refletem sobre a relação entre cinema e linguagem, investigando as relações simbólicas referentes aos legados arquitetônicos, projetos utópicos e relações de poder através de seus vestígios. Realizou as exposições individuais Framing Nature, Vita Kuben, Ümea, Suécia (2017); e Amérika: Bay of Arrows, Ludlow 67, Nova York (2017), e participou das coletivas Excusez-moi de vous avoir dérrangés, Khiasma, Paris (2017); Performing Oppositions, Casa do Povo, São Paulo (2017); Moscow Biennial of Young Art (2016); Obscure Objects of Desire, Paramound Ranch, Los Angeles (2016); e 3rd Dhaka Art Summit, Bangladesh (2016), entre outras. Teve retrospectiva de seus filmes na Melbourne Cinémathèque, Austrália (2013) e na Void Gallery, Irlanda (2014). Vive e trabalha em Lisboa.

A Idade da Pedra | 2013, vídeo

A Idade da Pedra é composta por uma profusão de retratos líricos e detalhados de animais, astros, plantas, pessoas e de uma pedreira monumental localizada no meio da paisagem do Planalto Central brasileiro. Inspirada pela construção da modernista cidade de Brasília, a obra investiga os contornos geológicos da região e joga com temporalidades indefinidas. Estruturas de concreto 3D sobrepostas digitalmente ao registro em película da paisagem instauram um campo difuso na intersecção do natural e do histórico, que nos convida a uma reflexão sobre as utopias modernistas e ideais civilizatórios do passado, abrindo novas possibilidades para o futuro.

artistas selecionados pelo edital de obras